(" About Brenda Lima

15 julho 2015

Eu? Voltando??

Oiii, gente. Estou pretendendo arrumar o blog e voltar para cá. O que acham?? Quais redes sociais, eu como blogueira e vlogueira devo criar para estar em maior contato com vocês? 
Estou pretendendo voltar, mas vai depender unicamente da participação de vocês!

Hair Brasília & Beauty 2015

Lá fui eu, toda sorridente, para o evento que acompanho desde 2011. DESASTRE! Nenhuma novidade, preços caríssimos e nada para as unhas. Gente, eu me senti numa loja de cosméticos grande com algumas novas opções de escovas permanentes (OH GOD!!) 


19 junho 2015

Desabafo Feminista do Dia

Oi gente, hoje a dona Brenda está num daqueles dias de revolta, e veio se manifestar. Em meio ao caos do fim de semestre não ia conseguir ficar calada mais uma vez.

Bom, eu nunca achei que era feminista, sabe aquelas frases ridículas e machistas que todos têm o hábito de falar? Pois bem, estava sempre falando:
“Professor homem explica muito melhor. Mulher não sabe das coisas direito...”
“Mulher tem que saber cozinhar, para casar..”
“Aff, toda de rosa, quero nem ouvir as futilidades que ela vai dizer...”

Mal sabia eu o erro que estava cometendo, lá estava eu, sendo mais uma a reproduzir o machismo que vivenciamos todos os dias.

Estava mexendo um pouco no facebook, fazia alguns meses que não via e me deparei com algumas situações:

1 – Vi uma foto de um grupo de mulheres, supostamente num iate, todas bem arrumadas, com óculos caros e aparentemente muito felizes. Uma pessoa comentou o seguinte: “Tira uma foto com o velho também.” O que isso significa? Que o grupo de mulheres estaria sendo bancado financeiramente por um homem, ou mais ainda, que aquele grupo de mulheres estaria ali para satisfazer de alguma forma esse homem velho, provavelmente rico. Mas por quê? Por que não pode ter sido financiado por elas? Por que elas, mulheres não muito novas, diria eu, não podem ter seu próprio dinheiro e estarem apenas se divertindo?

2 – Vi uma foto de uma mulher, que emagreceu e percebi a quantidade de comentários e elogios. “Agora sim, está linda!” Como assim? Antes ela não estava? Ou então “Que sexy!”. AAAAAAAHHHH, isso me mata! Quer dizer que as roupas e o corpo da mulher devem ser voltados para atrair sexualmente alguém? É com muito orgulho que informo que não, visto as roupas que me convém, que me deixam confortável, que fazem com que eu me sinta bem e acima de tudo, que possam ser uma expressão unicamente minha. Do que sinto, do que sou e do que quero transmitir.

3 – Vi uma foto (sim, outra foto) essa não era de uma conhecida, mas de uma mulher que teve problemas ao implantar silicone industrial nos glúteos e nos seios. Vi comentários do tipo: “Quis ser mais gostosa que as outras e se deu mal” , “Agora consegue chamar atenção de tudo quanto for homem!” Gente, não sei se eu choro, ou se grito. Vocês percebem que a mulher está mal? Que ela teve o corpo danificado em busca do padrão que falei anteriormente? Percebem que ela está sofrendo, por ter tentado fazer tudo aquilo que sempre disseram a ela que era correto. Quantas mulheres aumentam os seios ou os glúteos por vontade de se sentir mais atraente ou mais sexy? Mas é isso que é ensinado, a busca por essa sensualidade, porque nosso corpo é para ser desejado. Ei, o corpo é meu! Eu faço o que quiser com ele. Claro! Mas vale a pena colocar a sua vida em risco para entrar num padrão? Conheci pessoas que passaram por perigosos procedimentos porque não tinham segurança e autoestima suficiente para se aceitarem como eram. Até quando viveremos em função do que nos dizem que é melhor? Até quando essa tentativa de entrar nesse padrão vai perseguir e até matar nossas jovens?

4 – Vi a foto de um esmalte que muda de cor quando entra em contato com drogas, para prevenção de estupro. Traduzindo: a mulher pinta as unhas com esse esmalte especial, vai a uma festa, enfia os dedos na bebida antes de beber e se o esmalte mudar de cor é sinal de que há alguma droga na bebida. Prevenindo a mulher que fique sobre efeito de alguma droga e possa ser estuprada. Nada contra, ideia legal. Mas já perceberam como eles ficam o tempo todo tentando corrigir o erro do homem na mulher?? Qual erro? Ela tem que se prevenir? Por que não ensinar e proibir de forma mais satisfatória que ocorra o estupro?? Não menosprezo a ideia, mas isso não pode ser visto como uma solução ou obrigação para a mulher.


5 – Outro comentário, que fiz há um ano, acerca de um RAPEX, que seria uma espécie de absorvente interno com espinhos para detectar e machucar os estupradores. “Uma punição medieval para uma atitude medieval?? Desculpa, mas isso é ridículo. Completamente ridículo e não estou vindo me manifestar em defesa do feminismo, apesar de compreender e apoiar muito do que leio. Mas quer dizer então que tenho que usar 'dentes' para machucar os homens que vierem me estuprar, uma vez que isso é inevitável? Em que mundo estamos vivendo? Ai que horror. Foi exatamente a mesma reação que tive quando recomendaram que todas as mulheres carregassem consigo preservativos, para que quando fossem 'atacadas' pudessem oferecer ao estuprador para não pegarem doenças ou engravidarem. A crueldade dos homens passa dos limites! Até quando nós mulheres, e quando digo nós me refiro a todas, até quando seremos apenas seres submissos que tem que andar sempre acompanhadas (porque se estiver sozinha será mal falada, julgada e ainda, está facilitando o estupro)? Até quando seremos aquelas que não podem caminhar na frente de homens sem ser assediadas verbalmente (e ainda temos que encarar isso como elogio)? Até quando o erro deles estará sendo 'corrigido' em nós mulheres? Eu me canso diariamente com esse tipo de coisa, por que nós somos as indefesas? Temos que aceitar que o estupro é inevitável? Por que nós carregamos a culpa do erro de outros? Tem muita coisa para mudar, eu simplesmente não aceito isso!  Nesse caso, parece a solução 'armar nossas vaginas'. É muito triste. Certamente o objetivo de detectar os estupradores é bom, mas deve existir outras formas. Estou horrorizada!”

Alguém aí querendo expor a opinião??

10 junho 2015

Look #4 - Frida e Saia Mullet

Todo mundo fala que saiu de moda, mas eu não ligo, acho lindo como esse modelo de saia fica no corpo, acompanhado de estampas legais e acessórios. Hoje optei por uma regata linda com a estampa da Frida Kahlo, que representa muito para a maioria das mulheres. Mas vamos ao look.


A saia possui um chiffon preto que a deixa bem esvoaçante, usei uma rasteirinha nude para não pesar o look e a regata da Frida, com as alças do top aparecendo, deixou o look super legal. Como foi um look dia a dia não usei nenhum acessório, apenas os óculos redondos espelhados, na cor azul.
O que acharam?

09 junho 2015

Look #3 - Boyfriend e Sapatilha envernizada

Acho uma graça sapatilha envernizada. O look de hoje foi suuuper folgado, mas decidi postar mesmo assim. O cabelo ficou preso de lado com um turbante fino azul claro.


Simples, mas diferente e confortável. Afinal é raro verem blusas folgadas com calças no estilo Boyfriend. O que acharam?

03 junho 2015

Look #2 - Camiseta e Calça Pijama

A tendência Pijama ainda está em alta (para mim, claro kk) e hoje combinei com a camiseta da faculdade.

Eu acho suuper sem graça usar camiseta do tipo "uniforme" então sempre que possível uso com uma peça estampada para sair do clássico: camiseta, jeans e sapatilha. Sei que nem todo mundo gosta de misturar estampas, mas eu adoro.



  • Camiseta UnB Engenharia Eletrônica
  • Calça Estampada Pijama
  • Rasteirinha nude
  • Ear Cuff de Correntes

O que acharam?

01 junho 2015

Look #1 - Saia Midi e Cropped

Hoje estou tentando começar a voltar com o blog, pelo menos mostrando o look do dia.

Estou num ambiente novo e ainda estou me situando quanto à iluminação para as fotos ficarem melhores. O look de hoje foi super simples, fui apenas para a faculdade: